Image for post
Image for post

Florestas, Agroecologia & Agricultura Familiar

O momento é de reinvenção, mas também de olhar para as raízes, proteger o patrimônio brasileiro e valorizar o que é nosso. Nesse mês de julho é celebrado o Dia de Proteção às Florestas no Brasil (17), e o Dia Internacional da Agricultura Familiar (25).

O 17 de julho foi escolhido por ser o dia do personagem folclórico defensor das matas, o Curupira. Hoje, os defensores das matas na vida real, os povos indígenas e seus saberes ancestrais se encontram em situação de risco devido à pandemia do coronavírus. As queimadas e a destruição das florestas e biomas brasileiros também vêm aumentando consideravelmente durante esse período, sobretudo devido ao recente desmantelamento de órgãos oficiais e à dificuldade na fiscalização.

Já o Dia da Agricultura Familiar é comemorado todo dia 25, desde 2014, em decorrência do Ano Internacional da Agricultura Familiar, estabelecido pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura, a FAO. Cerca de 70% dos alimentos que chegam à população vem dos agricultores familiares e a realidade da produção alimentar não está tão longe das grandes cidades.

Com a pandemia do coronavírus, o escoamento da produção proveniente da agricultura familiar também ficou comprometido, e uma forma de ajudar, como consumidor, é participando de Comunidades que Sustentam a Agricultura, de Grupos de Consumo Responsável ou comprando de institutos como Chão, Feira Livre e Baru. E você recebe esses alimentos em casa! Não é o momento de incluir essas cestas de produtos justos e saudáveis na sua lista de deliveries?

O que é a agricultura familiar?

É a agricultura desenvolvida em pequenas propriedades rurais, onde a família é responsável pelo trabalho, realiza a gestão do negócio e tem a atividade agrícola como principal fonte de renda.

Ainda é um modelo que prioriza a diversidade de espécies — contribuindo para a manutenção da biodiversidade — e a relação cultural do indivíduo com a terra.

Por ser um sistema focado também na subsistência, costuma ser menos agressivo ao meio ambiente. Muitos agricultores familiares se organizam em cooperativas, como a Cooperapas — primeira cooperativa de orgânicos da cidade de São Paulo, fornecedora do nosso gengibre.

Quer saber mais sobre o universo da alimentação e a cadeia produtiva do alimento? Baixe gratuitamente nosso livreto através do site Beba Kiro.

*Texto publicado originalmente na newsletter de Kiro em julho de 2020. Para assinar, clique aqui.

Os textos são originalmente publicados em nossa Newsletter. Assine em mailchi.mp/bebakiro/news e tenha acesso ao conteúdo quinzenal completo.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store